O Som, Movimento e Respiração

Sadhana Comunna

O que é o som?

O som em princípio é uma onda longitudinal que só se propaga em meios materiais e que tem frequência compreendida na faixa entre 20 e 20 000 hertz.

Todos os fenômenos sonoros estão relacionados às vibrações dos corpos materiais. Quando escutamos um som é porque um determinado corpo está vibrando, produzindo aquele som. Quando falamos o som é emitido pela vibração das cordas vocais; quando batemos em um tambor com um pedaço de madeira ou com a própria mão, fazemos esse corpo vibrar produzindo o som; quando as cordas de um violão ou violino se movimentam elas vibram e emitem sons.

Todos esses exemplos de corpos materiais são fontes emissoras de som, pois quando vibram emitem sons que se propagam no meio material, ou seja, no ar. Esses sons penetram no nosso ouvido provocando sensações sonoras.


O som é uma onda longitudinal, que só se propaga em meios materiais (sólidos, líquidos ou gases). Ao contrário do que ocorre com a luz, o som não pode se propagar no vácuo, ou seja, não é possível perceber o som se não existir um meio material entre o corpo que vibra e o nosso ouvido.

Mas existem sons que podem ser percebidos fora do sentido da audição. Isso requer silêncio, requer habituar a pessoa a se autoperceber e a perceber o local onde está com um filtro sensorial que torna seletiva a audição que é realizada pelos canais auditivos no ouvido e as vibrações sonoras que são percebidas e sentidas pelo corpo ou por algumas partes muito sensoriais do seu cérebro.

Por exemplo, sua glândula Pineal é capaz de perceber sons e movimentos de outras dimensões e você pode ser capaz de desenvolver essa capacidade se aprender a silenciar sua mente que quase sempre o tempo todo está perdida falando e pensando bobagens.

Por isso solicitamos as pessoas ficarem em silêncio na Comunna.

Movimento

O Osho tem um livro chamado “Tantra – A Suprema Compreensão“ onde ele faz uma dissertação sobre a diferença do que é ação e do que é movimento..

Não confunda ação com movimento, eu posso cair na água flutuar, me sentir como o rio, me deixar levar em direção ao oceano, nada fazer, ser o mar, sem nadar, sem desejar ir a lugar algum, vai acontecer uma fusão, uma simbiose, uma adequação vibracional. Mas também posso cair na água e nadar, ou perceber que ali não dá pé pra mim, morrer afogado ficando em movimento e quanto mais movimentos eu fizer mais chances de morrer afogado se eu não tiver aprendido a nadar. Mas pode existir uma concomitância também, uma mistura entre ação e movimento, eu posso cair na água e nadar, nadar, nadar e nadar por horas e esse movimento torna-se uma ação, não há distinção, a distinção é um movimento da mente. Eu simplesmente inexisto nadando, eu e o rio somos um só...

Por isso te peço para não confundir movimento com ação. Movimento vem de reação, você vê algum obstáculo no seu caminho, mas não é uma reação ordenada oriunda de um objetivo específico. Ela é uma defesa do seu corpo porque ele te viu em uma situação de risco. Um ato reflexo, uma reação involuntária.

Se você é um lutador, é óbvio que a sua reação, seu movimento é programado e direcionado para bater mais forte, para agredir, para nocautear, para se defender. Quando falo de “programada”, não quer dizer que você pensou nela antes e imaginou a cena daquele jeito, mas sim porque você treinou muito e aquela cena já pode ter acontecido na sua cabeça. Quando você entra em ação numa luta, há uma conexão, seus golpes, de defesa ou de ataque são reflexos da percepção, você escapa dos golpes naturalmente, o oponente não o acerta, as palavras não o ofendem, você não é, você não está lá e por isso não se afeta pelo mal.

Sabendo disso, fiquem em ação e não fiquem em movimento, pois movimento gasta muito energia.

Você já viu aquelas pessoas que sempre estão ocupadas, andando de um lado para o outro, mas não estão fazendo nada produtivo de fato? Elas estão sempre em movimento, gastando energia e não conseguindo manter o foco em nada. E Porque não há foco, inteireza, totalidade no que está fazendo, tudo sai mal feito, sai torto, sai sujo, sai errado.

Ao passo que algumas pessoas trabalham duas horas a menos, saem mais cedo que qualquer um, porém tem uma produtividade altíssima, já que elas se mantêm em ação.

Questione-se sempre; “eu estou em ação ou em movimento?”. Para você saber se você está em ação, faça a reflexão; “qual é o objetivo?”, “eu estou em ação para quê?”, “Qual é o meu propósito”? pois se você não está chegando onde você quer, se você não se realiza e fica feliz com as coisas que faz, por menor que seja a coisa, então isso quer dizer que você está no objetivo errado e está entrando em movimento e não captou a frequência da ação...

E lembre-se: ação é muito diferente de reação.

Reação é algo muito mecânico, nós estamos sempre reagindo ao mundo, ele bate e nós reagimos. Ao contrário quando você age sobre o mundo, você escolhe as suas atitudes. Você para, reflete e toma as suas decisões e faz com que o mundo ande sob o seu calçado.

O amador temperamental, emocional e irracional reage o tempo todo, o mestre age…

A maioria das pessoas reage espantados aos instintos, seguindo o rebanho, queixando-se de tudo, lamuriando-se, fazendo as coisas de má vontade, disperso, está aqui mas gostaria de estar lá, mas se estivesse lá gostaria de estar em outro lugar, porque a sua natureza é movimento, você nunca está na ação, nesse momento, no aqui e agora, inteiro e total naquilo que está fazendo, criando a sua divindade com perfeição. Isso é o que o mundo todo está fazendo, na inconsciência, andando entre o ontem e o amanhã, nunca dançando aqui e agora.

Pois bem, se a pessoa conseguir sair da egrégora do rebanho, deixar de seguir a influência e o comportamento da massa humana inconsciente, insatisfeita, reclamona, se ela se tornar silenciosa, vai ouvir um som, o seu som, o seu som original e único. Assim como você tem um DNA que é só seu, assim como você tem uma impressão digital que é só sua, assim como você tem a irís única no mundo todo, ninguém mais tem essas coisas iguais a você. Essa sim é a sua identidade original, a combinação de todos esses fatores te fazem uma espécie única no mundo, acrescente mais dois fatores especiais, seu cheiro é único. Pergunte ao seu animalzinho de estimação. Ele é capaz de distinguir seletivamente o seu cheiro, seu odor em meio a centenas, milhares de pessoas, ele vai seguir o seu rastro, vai seguir o seu cheiro. Mas há algo além que o seu animal também é capaz de sentir pela audição, seu som. Você tem um som único que é só seu. Estar na ação é estar consciente de que você se constitui uma unidade com a unidade. Foi uma ação maior, uma força extremamente inteligente que te formou a partir de duas células, duas cominações de DNA que se combinaram e deram origem a uma terceira, entre mais de 7 bilhões de habitantes no planeta como essa inteligência foi capaz de criar alguém tão único e com tantas especialidades como você? Nessa ação inicial surgiu um movimento de vida, ação e movimento se combinaram para te desenvolver, um pequeno coração se formou e as células do teu corpo aos poucos foram te formatando.

Respiração

A respiração e outro fenômeno complexo. O dicionário diz que respirar é a combinação de dois atos, de inspirar e de expirar, ponto. Pois saiba, a respiração é muito mais do que isso. Somos constituídos de água. Mais de 70% do nosso corpo é feito de líquidos, os humores do corpo. De onde vem essa água? Do éter, do cósmico, do universal, do élan vital que através de um processo alquímico, repõe a água necessária ao nosso corpo. Eu já fiz muitos experimentos que com binam a respiração com a geração alquímica dessa água orgânica que também passa por processos alquímicos sucessivos, criando outros tecidos, se transformando alquimicamente. O Ar também vira sangue, vira linfa, vira osteócitos, vira osteoblastos, todos os tecidos e células do nosso corpo só existem a partir da respiração e no dia que pararmos de respirar nosso corpo se decompõe porque perde a capacidade de se recriar, de se regenerar, de se multiplicar pois muitas células precisam se multiplicar em um dia, outras em sete anos, desde que a pessoa respire.

É possível interferir nesse processo alquímico? Sim, é possível, com silêncio, estando no aqui  e agora, respirando com propósitos, com sabedoria.

O Sádhana trabalha com esses três aspectos: Respiração, Som e Movimento conscientes. Essa ação conjunta de vida abre nossos códigos e certas chaves ligadas à supraconsciência são ligadas e percebemos e sabemos que vivemos numa condição pluridimensional, multidimensional.

Por isso quero convidá-los a conhecer nossos trabalhos realizados na Sádhana Comunna em Itapeva, MG.

Será um grande prazer recebe-los.

Deva Nishok